Fortuna Literária - Cesar Poletto

Poetizar é exteriorizar, é exaltar o belo, e, acima de tudo, embriagar-se com a vida.

Textos
Acrósticos (3) Cartas (2) Contos (5)
Poesias (49) Prosa Poética (643) Sonetos (46)
Título Categoria Data Leituras
AMASTE? Prosa Poética 12/09/07 57
Eu e o Nada Prosa Poética 01/05/07 57
Alma Pesada Prosa Poética 03/11/06 57
MINHA ALMA CLAMA POR TI Prosa Poética 02/07/08 56
SEREI FELIZ Prosa Poética 22/06/07 56
Por Trás da Peçonha Humana Prosa Poética 07/05/07 56
Confissão Em Tarde de Domingo Prosa Poética 08/10/06 56
Visão Poesias 08/09/06 56
COMO TEMPERAR A VIDA Prosa Poética 01/08/07 55
AMOR AMBÍGUO AMOR Prosa Poética 01/08/07 55
NÃO VÊEM OS OLHOS Poesias 02/07/07 55
Soneto das Coisas Impossíveis Sonetos 15/08/06 55
DA BOCA NOSSA Sonetos 12/11/07 54
O QUE AS PESSOAS TÊM QUE EU NÃO CONSIGO ENXERGAR? Prosa Poética 10/11/07 54
SABOR DE AMOR... À INCANDESCÊNCIA Prosa Poética 15/10/07 54
ASCO DA ALMA Sonetos 11/09/07 54
Poesia a Brotar das Vísceras Acrósticos 10/09/06 54
ALMA EM PRANTO Prosa Poética 26/10/07 53
CADÊ? Prosa Poética 14/08/07 53
VOCÊ TEM ALMA? (PRIMAS REFLEXÕES DE INVERNO) Prosa Poética 02/07/07 53
Página 6 de 38 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras