Fortuna Literária - Cesar Poletto

Poetizar é exteriorizar, é exaltar o belo, e, acima de tudo, embriagar-se com a vida.

Textos
Acrósticos (3) Cartas (2) Contos (5)
Poesias (49) Prosa Poética (643) Sonetos (46)
Título Categoria Data Leituras
A LUTA, A CRUZ E O LUTO Prosa Poética 27/08/07 141
POR TODA A FÉ Prosa Poética 22/08/07 41
INSATISFAÇÃO Sonetos 15/08/07 64
GOTAS DE AMOR Prosa Poética 15/08/07 59
CADÊ? Prosa Poética 14/08/07 53
DESTEMIDOS OLHOS TEUS Prosa Poética 14/08/07 49
TAPETE DA ALMA Prosa Poética 13/08/07 47
POST-MORTEM Prosa Poética 09/08/07 42
INVADE-ME A MORTE Prosa Poética 09/08/07 41
VINHO E VERSOS Prosa Poética 07/08/07 78
COMO TEMPERAR A VIDA Prosa Poética 01/08/07 55
AMOR AMBÍGUO AMOR Prosa Poética 01/08/07 55
AMO A ROSA Prosa Poética 23/07/07 63
VIVENTE À VIDA Prosa Poética 12/07/07 40
FERMENTO DO AMOR Prosa Poética 09/07/07 64
ALMA DE MULHER EM ROUCAS PALAVRAS Prosa Poética 09/07/07 48
ETERNA QUERÊNCIA (AMOR DE MOLHO NA BOSSA) Prosa Poética 08/07/07 41
NOVELA DA TEORIA PROBATÓRIA POR ANÁLISE FILOSÓFICA DA DISPUTA PELO PERDÃO Prosa Poética 04/07/07 51
VOCÊ TEM ALMA? (PRIMAS REFLEXÕES DE INVERNO) Prosa Poética 02/07/07 53
NÃO VÊEM OS OLHOS Poesias 02/07/07 55
Página 18 de 38 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras