Fortuna Literária - Cesar Poletto

Poetizar é exteriorizar, é exaltar o belo, e, acima de tudo, embriagar-se com a vida.

Textos
Acrósticos (3) Cartas (2) Contos (5)
Poesias (49) Prosa Poética (639) Sonetos (46)
Título Categoria Data Leituras
NO FUNDO, SOMOS TODOS IGUAIS Prosa Poética 24/10/08 57
ONDE ESTÃO AS ROSAS? (MUNDO SEM VEIAS) Prosa Poética 20/10/08 31
O DIA ESTÁ SÓ COMEÇANDO Prosa Poética 17/10/08 31
VELHO AMIGO Prosa Poética 03/10/08 35
LEVITAS! Prosa Poética 02/10/08 31
A VIRGEM NO CEMITÉRIO Prosa Poética 01/10/08 39
VÔMITO Prosa Poética 30/09/08 29
CHUMBO VIRA AMOR Prosa Poética 30/09/08 30
POR TRÁS DA NOITE MOLHADA Prosa Poética 30/09/08 40
REZA-SE E NÃO SE COME Prosa Poética 26/09/08 24
O GOZO DA LUA Prosa Poética 25/09/08 38
DUVIDO DAS RIMAS Prosa Poética 21/09/08 80
A TOCAR AS DOZE PONTAS DO CÉU Prosa Poética 27/08/08 36
NO PÓDIO COM A EMOÇÃO Prosa Poética 22/08/08 33
GANHE DINHEIRO NUM CASSINO! Prosa Poética 07/08/08 37
PALAVRA DE POETA Prosa Poética 06/08/08 33
MULHER Prosa Poética 30/07/08 47
IMAGEM DELA Prosa Poética 28/07/08 39
A PODRIDÃO HUMANA Prosa Poética 22/07/08 61
APRECIA UM PENSAR? – A LÓGICA DA ALMA Prosa Poética 21/07/08 38
Página 11 de 38 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras